Somos uma empresa que pensa e desenvolve soluções em áudio em cada segundo de trabalho — de playlists personalizadas a plataformas de Em um momento onde muitos estão ficando praticamente o tempo todo em casa – trabalhando, cuidando dos filhos, cozinhando, se exercitando, etc. – o entretenimento e o conteúdo se mostram mais importantes do que nunca. A TV aberta atinge picos de audiência que há tempos não se via, as lives de artistas no youtube batem recorde atrás de recorde e a Netflix ultrapassou a Disney em valor de mercado devido a essa nova realidade em que vivemos.

É no meio dessa loucura que os SVA (VAS) ou Serviços de Valor Agregado com foco em conteúdo crescem como nunca.

Para quem não sabe, a sigla representa um algo a mais para a fidelização Bom, primeiro precisamos conhecer um pouco melhor o cara que vai nos passar toda essa visão: um cearense apaixonado por música, movido a desafios e que veio até Porto Alegre especialmente para trabalhar com a gente.

Sendo assim, um SVA não é um serviço de telecomunicação em si, mas um serviço que é disponibilizado atrelado a um serviço de telecomunicações existente, e por isso não está sujeito às regulamentações da ANATEL. Um celular que possui internet 3G ou 4G é um exemplo de serviço de telecomunicação, definido como SCM (Serviço de Comunicação Multimídia). Os demais serviços vinculados, como notícias por SMS, músicas, antivírus, ringtones personalizados e tantos outros ofertados, são os SVAs.

Antes mesmo da pandemia do Coronavírus acontecer, os SVA de conteúdo já ganhavam a preferência das gigantes de telecom. De acordo com o site Mobile Time, diferentemente da época das ofertas via SMS, a estratégia das operadoras agora está focada não apenas em construir um portfólio mais relevante ao usuário final, mas também em simplificar e enxugar esses produtos, deixando apenas o que se mostra mais relevante e ajuda mais a conquistar e fidelizar os clientes. Pesquisas apontam também que o caminho seguido pelas empresas de telecom é o de direcionar os esforços para o entretenimento e a educação. No ramo de entretenimento os SVAs que crescem muito são os de vídeo, com grandes aplicativos como Netflix, e os de áudio. E se antes da pandemia essa já era a realidade dos SVAs de entretenimento, agora isso se consolidou ainda mais.

Pesquisas indicam que quase 50% das pessoas estão ouvindo mais música durante a quarentena. Isso em uma realidade onde mais de 95% das pessoas fazem isso usando aplicativos de streaming em dispositivos móveis, mesmo dentro de casa.

Dentre estes está o aplicativo MUMO, a mais nova solução de SVA quando se trata de entretenimento em áudio. Esse SVA  que nasceu para ser “o jeito mais fácil de ouvir música boa” funciona basicamente como o rádio, só que sem nenhuma propaganda. São 17 estações que podem ser acessadas com apenas um clique, entre elas a “Só Sertanejo”, “Música para Criança”, “Na Balada”, “MPB”, “De Pantufa em Casa”, entre outras.

Com as pessoas em casa, as estações do MUMO são uma ótima pedida para viajar para outros locais e situações mesmo sem sair da sala! A curadoria das músicas aliada à simplicidade do aplicativo é o grande diferencial que promete fidelizar e cativar ainda mais os clientes das empresas de telecom.

Para saber mais sobre como funcionam os SVAs ou sobre o aplicativo MUMO assine aqui abaixo nossa newsletter, onde enviamos mensalmente um conteúdo como esse.

Quer saber como distribuir o Mumo aos seus clientes? Entre em contato com: comercial@superplayer.company. Até a próxima!

Inscreva-se em nossa newsletter.