Em um mercado cada vez mais cheio e competitivo, é de grande importância ter algum diferencial frente à concorrência para poder atrair mais leads e manter os clientes satisfeitos. No ramo das empresas de telecom, os SVAs acabam cumprindo muito bem esse papel.

Essa sigla significa “Serviço de Valor Agregado” ou “Serviço de Valor Adicionado”, que representa exatamente esse algo a mais para a fidelização do cliente.

Contas de e-mail, armazenamento de documentos em um servidor de nuvem, ligações telefônicas, aplicativos de entretenimento… SVA é a definição de qualquer tipo de prestação de serviços que auxilia, de alguma maneira, uma atividade de telecomunicação.

Sendo assim, um SVA não é um serviço de telecomunicação em si, mas um serviço que é disponibilizado atrelado a um serviço de telecomunicações existente, e por isso não está sujeito às regulamentações da ANATEL.

Um celular que possui internet 3G ou 4G é um exemplo de serviço de telecomunicação, definido como SCM (Serviço de Comunicação Multimídia). Os demais serviços vinculados, como notícias por SMS, músicas, antivírus, ringtones personalizados e tantos outros ofertados, são os SVAs.

SVA: Pessoa digitando no teclado de um smartphone
SMS e ringtones são exemplos e SVAs.

Entender essa diferenciação entre SCM e SVA é essencial pois eles possuem tributações diferentes entre si, o que cria uma grande oportunidade para as empresas de telecom gerarem ainda mais valor para seus clientes enquanto conseguem diminuir impostos da empresa.

O SVA na prática, é um conceito que traz um número enorme de oportunidades de exploração de produtos e serviços, com baixa ou até nenhuma incidência de impostos. Esta diferença se dá em função dos diversos entendimentos judiciais e administrativos conflitantes existentes.

É por essa combinação de geração de valor ao cliente com diminuição do pagamento de impostos que os SVAs vem ganhando tanta importância.

De acordo com o site Mobile Time, os SVAs são cada vez mais importantes nesse mercado e podem chegar a representar 80% da receita de serviços móveis para algumas empresas. Ainda segundo o Mobile Time, em conjunto com a alta demanda de dados, os serviços de valor adicionado (SVA) têm se adequado ao mundo de maiores velocidades e maior cobertura 4G.

Assim, diferentemente da época das ofertas via SMS, a estratégia das operadoras agora está focada não apenas em construir um portfólio mais relevante ao usuário final, mas também em simplificar e enxugar esses produtos, deixando apenas o que se mostra mais relevante e ajuda mais a conquistar e fidelizar os clientes.

A pesquisa aponta também que o caminho seguido pelas empresas de telecom é o de direcionar os esforços para o entretenimento e a educação. No ramo de entretenimento os SVAs que crescem muito são os de vídeo, com grandes aplicativos como Netflix, e os de áudio. Dentre estes, o aplicativo MUMO é a mais nova solução de SVA quando se trata de entretenimento em áudio.

SVA: Banner explicativo e um Smartphone mostrando na tela o aplicativo MUMO.
Aplicativo MUMO

Esse SVA  que nasceu para ser “o jeito mais fácil de ouvir música boa” funciona basicamente como o rádio, só que sem nenhuma propaganda. São 17 estações que que podem ser acessadas com apenas um clique, entre elas a “Só Sertanejo”, “Música para Criança”, “Na Balada”, “MPB”, “De Pantufa em Casa”, entre outras.

A curadoria das músicas aliada à simplicidade do aplicativo é o grande diferencial que promete fidelizar e cativar ainda mais os clientes das empresas de telecom.

SVA: Banner mostrando o aplicativo MUMO em vários dispositivos.
MUMO em todos os dispositivos.

Para saber mais sobre como funcionam os SVAs ou sobre o aplicativo MUMO assine aqui abaixo nossa newsletter, onde enviamos mensalmente um conteúdo como esse. Até a próxima!

Inscreva-se em nossa newsletter.